4421 Views |  2

Os vários rostos que rodeiam David Reis Pinto

Descobrimos as suas aguarelas de grande escala no Facebook, impossíveis de não se destacar, não fossem elas carregadas de cores vibrantes e traços tão expressivos.

Nos últimos anos, David Reis Pinto desenvolveu esta série de trabalhos, partindo de um processo rigoroso e realista, que é de seguida desconstruído para dar lugar às formas, ao contaste entre as linhas largas e finas e ao equilíbrio entre cores. Nas imagens estão presentes rostos conhecidos por todos, mas também amigos do artista, sendo o resultado uma representação leve, descontraída e alegre da forma como vê tudo o que o rodeia.

Para além das suas aguarelas, David Reis Pinto destaca-se também por outros projetos. Durante o seu Mestrado em Arquitetura – na Universidade de Évora, e de forma a ir contra o distanciamento e abandono do desenho à mão livre, assumiu o compromisso de desenvolver um projeto onde desenhou os rostos dos arquitetos já premiados e distinguidos com o “Pritzker”. A vontade e o interesse de oferecer e trabalhar um olhar mais humano e menos profissional, resultou na exibição de 10 trabalhos, onde surgem Peter Zumthor, Philip Johnson, Siza Vieira e ainda uma adição de Le Corbusier, que não sendo um dos distinguidos dos Pritzker, mereceu uma homenagem por ser o grande pai do Modernismo da arquitetura na Europa.

Diferentes representações onde os rostos estão sempre presentes e, até mesmo nos desenhos, apesar de serem a grafite, estão cheios de cor e emoção.

david3david2 “Pritzker”: david5david6david7 Texto: Ana Suzel
Fotografia: David Reis Pinto