1379 Views |  Like

BOLD Creative Festival – day 2

O segundo dia do Bold Creative Festival, que promove a criatividade, decorreu na nova sede da EDP e teve direito um auditório completamente cheio para ver e ouvir Jessica Walsh, incontornável designer da atualidade.
A tarde começou com um concerto organizado pela Sofar – Songs from a Room, que conseguiu manter o registo intimista do ambiente, pelo qual o projeto é conhecido, apesar do número de pessoas que esteve presente.
Ao som da guitarra, Warren Cahill, conhecido por ser um fingerstyle performer, tocou e encantou a plateia. O artista distingue-se por ter sido o primeiro a usar o cotovelo para produzir som numa guitarra, simultaneamente aos habituais acordes, produzindo efeitos semelhantes ao som dos batimentos cardíacos.
A tão aguardada conferência dada por Jessica Walsh iniciou-se de forma descontraída, com a apresentação do percurso da designer de forma tão dinâmica que transformou esta BOLDER TALK não só num momento de aprendizagem, mas também de boa disposição generalizada por toda a audiência.
Dos vários títulos e profissões pela qual é conhecida, Jessica destaca-se e assume-se como uma “jogadora” sob o mote “play by your own rules”. A sua apresentação foi sendo intercalada com vários conselhos destinados aos jovens estudantes presentes, de forma a saberem conhecer e lidar com os futuros clientes, sem nunca perderem a sua essência. Trabalhar com confiança e naquilo que acreditam foi outra das orientações deixadas.
Do seu percurso destacou a parceria com
Sagmeister e alguns dos trabalhos que têm desenvolvido, referindo os briefings passados pelos próprios clientes e a forma como conseguem criar a partir das várias limitações que lhes são dadas. A marca indiana de sumo de manga Frooti foi uma das faladas, encorajando os estudantes a arriscar dentro das próprias regras do cliente, e mostrando que o resultado pode tornar-se um grande sucesso. Aizone foi outro dos grandes nomes falados, bem como a conhecida EDP cujas animações e logótipos foram também criados pela sua empresa. Os trabalhos pessoais 40 Days of Dating e 12 Kinds of Kindness foram ainda mencionados como exemplos de que, quando temos uma ideia e vontade de a apresentar ao mundo, tudo é possível, mesmo com poucos recursos.
“Make your own rules, so you can break them” é outra das frases que marca a conferência da corajosa e divertida Jessica Walsh em Lisboa, que terminou a BOLDER TALK afirmando que gostaria de, no futuro, criar algo que marcasse verdadeiramente a diferença e chegasse efetivamente a todos.

A Magnética marcou presença em mais um dia do festival, aqui fica um pequeno vídeo do que se passou no auditório da EDP.

IMG_1478_a

IMG_1707_a

IMG_1711_a

IMG_1725_a

IMG_1752_a

IMG_1806_a

Texto: Ana Suzel
Fotografia e Vídeo: Alexandre Murtinheira