557 Visualizações |  Gosto

Uma experiência afro-brasileira no cinema

“A Experiência Afro-Brasileira na Tela” é um festival de cinema que se irá realizar na Cinemateca Portuguesa e na Casa Independente, entre os dias 10 e 15 de dezembro.
O evento é organizado pela Associação Cultural Janela Indiscreta, responsável pelos festivais de cinema Queer Lisboa e Porto, em colaboração com a EGEAC – Galerias Municipais/AFRICA.CONT, e pretende divulgar e destacar filmes de realizadores marcantes do cinema brasileiro.

A programação integra filmes, uma instalação, a realização de debates e a presença de convidados internacionais. No que diz respeito aos filmes, a mostra pretende mostrar o modo como os afro-brasileiros foram historicamente representados no cinema brasileiro, sendo por isso destacados documentários como “Abolição” de Zózimo Bulbul e “A Negação do Brasil” de Joel Zito Araújo.

A Cinemateca Portuguesa irá ainda acolher o programa de curtas-metragens Novas Vozes Femininas no Cinema Afro-Brasileiro, que destaca trabalhos de realizadoras que exploram noções de raça, sexualidade e género, como Viviane Ferreira, que estará presente em Lisboa para apresentar “O Dia de Jerusa” e “Mumbi7Cenas Pós Burkina”.

O festival será encerrado com a mostra de “A Rainha Diaba”, um filme de Antônio Carlos Fontoura que recupera a figura que nos anos 40 ficou conhecida como “Madame Satã”- um negro, boémio e homossexual, representado aqui por Milton Gonçalves.

Texto: Magnética Magazine
Fotografia: Direitos Reservados