360 Visualizações |  Gosto

“Traços de uma Infância” – crianças refugiadas desenham “a sua realidade e os seus sonhos”

Crianças da Síria, do Afeganistão e do Iraque, que se encontram neste momento na Grécia, como refugiadas, foram convidadas a “desenhar a sua realidade e os seus sonhos”. Os desenhos estão expostos desde o dia 2 de fevereiro na Galeria Wozen, em Lisboa, onde podem ser vistos até dia 12 fevereiro. A entrada é livre. Trata-se de um projeto organizado pela Drawfugees, uma iniciativa independente do jornalista brasileiro André Naddeo, que conta com o trabalho de voluntários e o apoio da UNICEF Portugal.

Também aqueles que visitam a exposição são convidados a desenhar, numa tela de grandes dimensões, uma mensagem de esperança para estas e para todas as outras crianças que se encontram longe das suas casas, em países afetados pela guerra e por conflitos sectários. Uma cópia desta obra coletiva será depois enviada às famílias das crianças com desenhos expostos e o original será entregue à UNICEF.

Autores:

Sana Snirzad, 6, Afeganistão
Fatima Naseer, 5, Síria
Youssef Souqi, 9, Síria
Roman Snirzad, 14, Afeganistão
Rauan Taleb, 6, Síria
Musa Rasul, 5, Síria-Kurdistão
Seva Abas, 11, Síria-Kurdistão
Bayane Taleb, 10, Síria
Mohamed Sharif, 10, Síria
Batol Alsbehe, 12, Síria
Simav Mahmoud, 7, Síria-Kurdistão
Arsyan Siloo, 9, Iraque
Asma Shirzad, 9, Afeganistão
Muhamed Al Kadad, 8, Síria
Reem, 5, Síria
Toulai Khalil, 6, Síria
Lana, 9, Síria
Ahmad, 4, Síria
Aoumar Mazan Shabe, 9, Síria
Yaser Mazan Shabe, 11, Síria

Texto: Magnética Magazine
Fotografia: Direitos Reservados