235 Visualizações |  1

Projeto Panos, da Culturgest, cumpre 11.ª edição

No ano em que cumpre a sua 11.ª edição, após um ano de pausa, o projeto Panos, da Culturgest, em Lisboa, apresenta três peças escritas de propósito para serem representadas por grupos escolares ou de teatro juvenil: Aos Poucos, de Tina Satter (19 de maio), Atalhos, de Joana Craveiro (20 de maio), e Ode Inacabada, de Cláudia R. Sampaio (21 de maio).

Aos Poucos é sobre um grupo de personagens interligadas – de várias idades, géneros e identidades sexuais, a viver numa cidade do Norte do Novo México – que “tentam perceber quem são nesta altura das suas vidas e quem poderão vir a ser”, lê-se no programa. Em Atalhos, cinco jovens questionam-se sobre acontecimentos recentes que mereceram a atenção. Fazem-no para “falarem sobre eles próprios e pedirem explicações pelo que não compreendem”. Já Ode Inacabada é uma viagem em busca da identidade, “em que uma voz singular se multiplica, num aprofundamento de consciência face ao mundo e ao eu”.

Em novembro do ano passado realizou-se um workshop com as autoras destinado aos encenadores dos grupos, lê-se programa, onde se adianta ainda que será publicado um livro com os três textos.

PANOS – palcos novos palavras novas é um projeto da Culturgest que alia o teatro escolar/juvenil às novas dramaturgias, inspirando-se no programa Connections do National Theatre de Londres.