706 Visualizações |  Gosto

POSTER: a galeria a céu aberto está aberta e recheada de arte

A primeira edição da mostra pública POSTER, patrocinado pela Staples e organizada pelo Departamento (em parceria com a CML, a EGEAC e o MNAC – Museu do Chiado) já inaugurou (ontem), prolongando-se até domingo, dia 19 de junho. Para além dos complementos, constituídos pelo Mini POSTER e pela Talk POSTER, são oferecidas as mui-importantes visitas guiadas.

O POSTER é uma mostra pública que se vê como “galeria a céu aberto” e apresenta trabalhos assinados por criativos de diferentes áreas que oferecem inspirações diversas, interessantes e divertidas. Há contribuições de artistas portugueses como André Beato, que trabalha no estrangeiro e tem colaborado com todo o tipo de marcas e publicações de renome, e David Rosado, representado em múltiplas coleções públicas e privadas de relevo, bem como artistas estrangeiros como Craig Atkinson, que respondeu ao convite para participar com um imediato “sim”, e Super Future Kid, uma artista a unir gerações com a sua estética que mistura o banal com o extraordinário.

1

Destacar alguns nomes (os autores estão identificados por cima do logo do POSTER, nos próprios posters) não é tarefa fácil, dada a qualidade da seleção, tanto dos trabalhos, quanto dos convidados e participantes. A Artéria, cujo site specific poster é feito em parceria com o fotógrafo Rui Pinheiro, é um atelier de arquitetura focado em tornar os espaços subservientes às pessoas (e não ao contrário) e ajudar as comunidades onde atua, espírito que imbuiu o poster apresentado. Edik Katykhin é diretor artístico do canal infantil ucraniano PLUSPLUS e o seu emprego embebe o seu poster: um jogo de cores e formas ao longe, revela-se um emaranhado de personagens de desenhos animados, ao perto.

Eduardo Harrington Sena foi o único “convidado” que não é. No papel de curador desta mostra (mesmo que relutante, por desejar que o artista se expresse sem constrangimentos), Bruno Pereira fez questão de ter este fotógrafo (já falecido) representado nesta seleção por considerar o seu trabalho absolutamente moderno, contemporâneo e pertinente face à antiga zona fabril de Marvila. Já o escritor José Luís Peixoto quis assinalar a efemeridade da vida mas, também, do próprio suporte do poster.

2

Leonor Ribeiro, que já editou o seu primeiro livro em 2014 na editora Paperview, apresenta uma cara pela qual escorre água, como se a água fosse um amante. Já Pedro Campos Costa é um arquiteto convidado que contemplou a sua intervenção enquanto inerentemente site specific: uma “janela” para o futuro do prédio devoluto onde está exibido, recentemente comprado para reabilitação.

O poster do atelier de design R2 recupera as raízes da impressão analógica associada à impressão de jornais, enquanto o artista Rui Toscano utiliza sobreposições de slides de imagens de arquivo referentes ao Antigo Egito. Ao lado, o músico The Legendary Tigerman transforma as suas polaroids pós-concertos em poster de forma a dar a conhecer o seu trabalho fotográfico. A artista Wasted Rita criou um poster absolutamente on brand: uma peróla de sabedoria sarcástica.

Dos vencedores da Open Call, podemos destacar o ilustrador Daniel Moreira, que juntou um rosto a uma montanha e mostrou o seu lado lírico, e Nicolae Negura, um artista romeno cujo poster (uma mão que segura um fósforo prestes a apagar-se) foi roubado no primeiro dia, mas já está recolocado, num claro ato de amor pela arte (e rebeldia pelas regras) que sublinha, inevitavelmente, o sucesso e o interesse desta mostra pública.

A programação termina no domingo, mas os posters irão manter-se na rua até dia 7 de julho.

IMG_0152

IMG_0303

Texto: Ana Cabral Martins
Fotografia: Alexandre Murtinheira