216 Visualizações |  Gosto

“Legion”: abre a tua mente

Hoje, dia 13 de fevereiro, chega à FOX um dos mutantes mais poderosos do mundo – e do universo de banda desenhada da Marvel. Legion é uma série da FX Productions em associação com a Marvel Television que se baseia na personagem com o mesmo nome do universo dos X-Men. David Haller, este “Legion” que dá nome à série, é interpretado pelo ator Dan Stevens, conhecido pela sua participação na galardoada série britânica Downton Abbey. A ele juntam-se outros nomes, da televisão e do cinema, como Bill Irwin (Interstellar), Rachel Keller (Fargo), Aubrey Plaza (Parks and Recreation) e Hamish Linklater (The New Adventures of Old Christine).

Remontando às suas raízes na banda desenhada, David Haller, para além de ser o filho do Professor X, é uma “legião” de pessoas. Ele é “muitos” num só corpo, sendo o seu poder confundido com uma espécie de esquizofrenia ou surto psicótico – múltipla personalidade ou doença de identidade dissociativa. Legion é um dos mutantes mais poderosos do mundo, fundamentalmente por ter um poder psíquico ou de capacidade de expansão mental tão grande que pode ganhar múltiplos poderes incalculáveis, tantos quantos as personalidades que nele crescem. Há pessoas dentro dele, mais do que vozes: umas vão ganhando espaço, ganhando terreno, dominando a sua personalidade-central e corpo fazendo nascer daí vários dos eixos da sua já longa história na BD.

Legion II (002)

Nesta série, David Haller (Dan Stevens), é um jovem traumatizado que poderá ser mais do que um simples humano. Diagnosticado, em criança, como sofrendo de esquizofrenia, David tem passado a sua vida a entrar e a sair de hospitais psiquiátricos. Agora, já na casa dos trinta e, mais uma vez, institucionalizado, David acaba por se perder no ritmo do regime de vida estruturado do hospital: pequeno-almoço, almoço, jantar, terapia, medicação, sono. David passa o resto do seu tempo em sociável silêncio ao lado da sua amiga tagarela Lenny (Aubrey Plaza), uma paciente cuja vida cheia de drogas e álcool não conseguiu suprimir o seu ilimitado otimismo de que a sua sorte está prestes a mudar. O agradável entorpecimento da rotina de David é completamente baralhado com a chegada de uma bonita e problemática nova paciente chamada Syd (Rachel Keller). Inexplicavelmente atraídos um para o outro, David e Syd partilham um encontro assustador e surpreendente, após o qual David terá de confrontar a chocante possibilidade de que as vozes que ouve e as visões que tem possam ser reais.

Texto: Magnética Magazine
Imagens: Direitos Reservados/ Fox