395 Visualizações |  Gosto

Fornada de trailers #4

Mais uma semana, mais uma fornada de trailers. É sempre bom antecipar coisas, especialmente quando são deste calibre. Como diria o Neil Young, “walk with me” – no sentido em que nos preparamos para um “walk-and-talk” expositório que passa em revista os últimos trailers que apareceram, tanto em termos de cinema, como de televisão.

Song to Song

Começamos com Terrence Malick e Song to Song, um filme com Michael Fassbender, Natalie Portman e Rooney Mara que se passa em Austin, Texas. O filme foi filmado durante o festival South by Southwest, em 20212, e segue um casal de músicos que conhece um homem que os quer catapultar para uma carreira de sucesso. As coisas parecem não correr bem. Os movimentos de câmara parecem ser “clássico” Malick pós The New World (2005), um estilo que anda a cultivar desde The Tree of Life (2011).

Castle Rock

Este projecto, que vai ser uma série sediada no serviço de streaming Hulu, vem da produtora de J.J. Abrams, a Bad Robot, que se juntou a Stephen King para fazer uma antologia com o nome de uma localização que aparece em múltiplos romances de King e que vai juntar diferentes personagens e histórias dos livros. Isto é o Universo Televisivo de Stephen King.

Colossal

Este filme de Nacho Vigalondo (Os Cronocrimes, Janela Aberta e The ABCs of Death) é uma homenagem a filmes de kaiju e a Godzilla. Neste trailer vemos como a personagem de Anne Hathaway tem comportamentos que têm consequências inesperadas e inusitadas que afetam pessoas do outro lado do mundo. Cuidado com spoilers no que toca a este filme, mas este trailer é seguro.

The Leftovers (terceira temporada)

*Mature content* – se bem que a série é mais emocionalmente intensa do que outra coisa. Estamos quase na terceira temporada de The Leftovers, uma série que se baseou no livro com o mesmo nome de Tom Perrotta sobre, essencialmente, uma exploração do luto, numa sociedade que está a lidar com um evento mundial semelhante ao que os católicos chamam de “Arrebatamento“. Se a primeira temporada era fiel ao livro, na segunda reinventou-se numa cidade no Texas. Esta terceira, leva a família Garvey à Austrália e parece que não haverá falta de caos espiritual e imagética apocalíptica. Esta é, sem dúvida, das melhores séries que existe, é pena ser vista por tão poucas pessoas.

Texto: Ana Cabral Martins
Imagem: Direitos Reservados