429 Visualizações |  Gosto

“Fiore”, de Claudio Giovannesi, vence 10ª Festa do Cinema Italiano

Fiore, de Claudio Giovannesi, é o grande vencedor do Prémio do Júri da 10ª Festa do Cinema Italiano. La ragazza del mondo, de Marco Daniele, foi distinguido com uma menção honrosa. O júri, composto por Cláudia Varejão, João Braz, Rita Blanco, sublinhou que “ambos os filmes tecem-se a partir de forças muito idênticas que moldam os gestos das suas protagonistas: a procura de uma identidade e a conquista da liberdade. As batalhas interiores das personagens criam um forte laço de intimidade com o nosso olhar e, sem nunca nos desampararem, guiam-nos pelas sucessivas lutas a que são expostas. São, mais do que tudo, filmes sobre o rigor e a dedicação das suas atrizes, remetendo-nos para a longa tradição do trabalho da representação no cinema italiano”.

Apresentado e nomeado na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, em 2016, Fiore foi também nomeado para melhor filme internacional no Festival de Munique e esteve nomeado seis vezes nos prémios David Di Donatello, tendo ainda recebido o prémio especial do Sindicado Italiano de Jornalistas de Cinema. Claudio Giovannesi, o realizador, dá-nos a ver o dia-a-dia de uma prisão juvenil, onde Dafne, uma das reclusas, se apaixona por Josh, também ele recluso. A maioria dos atores são não-profissionais, como o próprio Josh, que morreu no passado mês de março, num acidente.

Também La ragazza del mondo, de Marco Danieli, conquistou o júri da Festa do Cinema Italiano. Vencedor de três prémios no último Festival de Veneza (Brian Award para o realizador Marco Danieli e Prémios Pasinetti para Melhor Ator – Michele Riondino – e Melhor Atriz – Sara Serraiocco), o filme é sobre uma história de amor entre dois jovens que implica uma escolha difícil, relacionada com o mundo onde a protagonista se move, regido pelos textos sagrados e pelos princípios das Testemunhas de Jeová.

Refira-se ainda a atribuição do Prémio do Público Canais TVCine&Séries ao filme Un bacio, de Ivan Cotroneo, que foi apresentado em ante-estreia nacional, tendo já sido distinguido antes com o prémio Guglielmo Biraghi, atribuído pelo Sindicato Italiano de Jornalistas de Cinema.

No balanço que faz a esta 10ª edição, a organização da Festa destaca “a excelente adesão do público, com várias sessões esgotadas no Cinema São Jorge, na Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, no UCI El Corte Inglés e no Teatro Rivoli. Mais de 10 mil pessoas visitaram o festival, em Lisboa, ultrapassando os 13 mil espectadores nas cinco cidades onde o festival aconteceu – Porto, Coimbra, Almada e Setúbal, além da capital portuguesa – segundo números divulgados pela organização. Se Deus Quiser (Si Dio Vuole), de Edoardo Falcone, foi um dos filmes com lotação esgotada. A Festa continua agora em cidades como Aveiro (19 a 21 de abril) Loulé e Caldas da Rainha (12 a 14 de maio), Viana do Castelo (16 e 17 de maio) e Tomar (25 a 27 de maio), seguindo depois para Angola, Moçambique e Brasil.