591 Visualizações |  Gosto

DocLisboa: os vencedores e a festa de encerramento

O DocLisboa 2016 já terminou, mas ainda há muito para falar sobre ele. Antes de mais, gostaríamos de destacar os vencedores deste ano.
Calabria – de Pierre-François Sauter – foi o filme vencedor do Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Filme da Competição Internacional.


3-calabria-photo

O júri atribuiu ainda uma Menção Honrosa a Sol Negro, de Laura Huertas Millán, e foi Ama-San de Cláudia Varejão a vencer o Prémio Ingreme/Doclisboa para Melhor Filme da Competição Portuguesa: “Em Wagu, uma pequena vila piscatória da Península de Ise (Japão), três mulheres mergulham diariamente sem saber o que irão encontrar. Os seus corpos delicados em terra dão lugar a caçadoras no mar. Estes mergulhos são dados há mais de 2000 anos pelas Ama-San.”


ama_san_151

O prémio Kino Sound Studio distinguiu A Cidade Onde Envelheço de Marília Rocha e o Prémio ETIC foi para O Espectador Espantado de Edgar Pêra.

O DocLisboa terminou com mais uma festa no Palácio do Príncipe Real, em forma de comemoração e de continuidade do projeto, que volta em 2017 para mais uma edição. A Magnética esteve presente, numa noite de casa cheia, bom ambiente e boa música.

Vejam o vídeo abaixo e consultem todos os vencedores aqui.



Texto: Ana Suzel
Fotografia: Doclisboa e Alexandre Murtinheira
Vídeo: Alexandre Murtinheira