A Bela e o Monstro é um prazer frustrante

Para muitas pessoas – yours truly incluída – o clássico de animação da Disney A Bela e o Monstro (1991)…

O improvável apelo de Riverdale

“Improvável” é, claro, uma opinião. Talvez não devesse ter duvidado da dupla Greg Berlanti – o responsável, depois do power…

“Jackie”: tão perto e tão longe

“Don’t ever let it be forgot, that once there was a spot, for one brief shining moment that was Camelot.”…

“La La Land” vai partir e sarar os corações mais empedernidos

“La La Land is a very good movie, but it becomes a great one during its ending sequence” – Jennifer…

Svetlana Alexievich e a guerra contada pelas mulheres

Em A Guerra Não Tem Rosto de Mulher, a escritora bielorussa Svetlana Alexievich dá voz a centenas de mulheres que…

The OA: há coisas que não se explicam

The OA já foi descrito como uma “failed, but not wholly worthless, experiment in TV auteurism“, um “Sci-Fi Mystery Not…

Monstros Fantásticos ma non troppo

Quanto mais penso neste filme (o visionamento foi segunda-feira), menos gosto dele. E senti que gostei bastante no rescaldo de…

Podemos falar sobre “Westworld”?

* Cuidado, há spoilers * Westworld teve um início difícil. Em março, J.J. Abrams, um dos produtores da série de…

A estreia de “The Crown” ou como a Rainha Isabel II se tornou nela própria

Hoje, 4 de novembro, a Netflix estreia a sua primeira série original inglesa, de 10 episódios, The Crown, tendo como…

Atar as pontas soltas de “Luke Cage”

Agora que falamos dos últimos 6 episódios da série, acho que podemos finalmente entrar num terreno que contenha spoilers. Até…