986 Visualizações |  Gosto

“Belle de Jour”, 50 anos depois

Em 2017, faz 50 anos que Luis Buñuel realizou A Bela de Dia (Belle de Jour), o romance de Joseph Kessel que foi adaptado ao cinema por Jean-Claude Carrière, com quem o realizador espanhol trabalhava frequentemente. Para comemorar esta data, a Medeia Filmes preparou uma sessão especial no dia 6 de março, às 21h30, no Espaço Nimas. Depois do filme, que será exibido em cópia 35 mm, haverá uma conversa com Mónica Calle.

Realizado em 1967, A Bela de Dia foi um dos maiores sucessos de Luis Buñuel. Séverine ama o seu marido, mas não consegue alcançar qualquer grau de intimidade com ele; prostitui-se então de dia para materializar as suas fantasias noturnas e perversões dos seus clientes. O filme, que conta com a interpretação de Catherine Deneuve, Jean Sorel e Michel Piccoli, foi o grande vencedor do Festival de Veneza naquele ano, tendo arrecadado o Leão de Ouro, e Catherine Deneuve, que desempenhou aquele que viria a ser considerado o seu papel mais icónico, foi ainda nomeada para um BAFTA, na categoria de Melhor Actriz.

Texto: Magnética Magazine
Imagem: Direitos Reservados