264 Visualizações |  Gosto

Água | Pedra: explorar o território do Côa

O Museu do Côa inaugurou uma exposição de escultura e fotografia, de nome ÁGUA I PEDRA, de Sandra Baía e João Vilhena, com curadoria de Alexandra Silvano.

A exposição tem como base a exploração do território do Côa, numa procura de respostas e questões sobre a materialidade da pedra e da água. Se por um lado João Vilhena registou em fotografia as sensações de breves momentos e a beleza dos pequenos detalhes do local, a artista Sandra Baía retrata um mundo conceptual através da escultura, interagindo com o espectador ao mesmo tempo que o convida a questionar o mundo interior e exterior.

Com base na investigação que tem seguido do professor Massaro Emoto sobre a morfologia da água, Sandra materializou uma instalação onde confronta o espectador com uma variada gama de sensações sobre a memória da água e as suas mensagens.

Desde 2012 que a artista explora várias linguagens plásticas. Após 20 anos dedicados à pintura, a artista começou a privilegiar o autodidatismo na manipulação de diversos materiais como o inox e o acrílico, através de técnicas como o corte, o polimento ou a soldadura, explorando assim noções como a tridimensionalidade e o minimalismo conceptual.

Esta exposição ficará patente até ao dia 7 de janeiro de 2018.

côa-(6)côa-(11)P1040900P1040907P1040939