257 Visualizações |  Gosto

A mir(ror)agem no deserto de Doug Aitken

Doug Aitken é um artista e realizador americano absolutamente incontornável, com um corpo de trabalho (que perpassa vários média, de filmes a instalações a intervenções arquiteturais) que tem explorado, há décadas, as várias maneiras como as pessoas têm explorado a memória, as narrativas e o espaço urbano. Aitken tem trabalhado com vídeo, fraturando a estrutura narrativa “cortando” ou, melhor dizendo, “espalhando” os seus filmes usando múltiplos ecrãs. Ele já teve o seu trabalho exposto no Centro Georges Pompidou, em Paris, no Moma (Museu de Arte Moderna) e no Museu Whitney, em Nova Iorque. Ganhou o Prémio Internacional da Bienal de Veneza (1999, o ano do Matrix, se quisermos contextualizar com factos pouco relevantes) e o Prémio Aldrich (2000).

Mas estamos aqui para falar do seu trabalho “Mirage”, que faz parte de uma exposição-a-céu-aberto – no Vale de Coachella, um vale deserto no sul da Califórnia – recheada de instalações e trabalhos site-specific, a DesertX, com curadoria de Neville Wakefield, onde são apresentados artistas emergentes e bem estabelecidos no mundo da arte.
“Mirage” é um projeto epopeico que realiza uma casa ao estilo típico de rancho californiano mas completamente revestida por superfícies espelhadas – seguindo certas pistas de estilo à la Frank Lloyd Wright. A casa acaba por espelhar o vale, criando imagens caleidoscópicas que vão mudando ao longo do dia com a passagem das nuvens e, à noite, mostram um universo de estrelas.

Mas as fotografias são mais eloquentes que qualquer texto explicativo:

doug-aitken-mirage-mirrors-desert-x-designboom-02

doug-aitken-mirage-mirrors-desert-x-designboom-03

doug-aitken-mirage-mirrors-desert-x-designboom-04

doug-aitken-mirage-mirrors-desert-x-designboom-05

doug-aitken-mirage-mirrors-desert-x-designboom-06

doug-aitken-mirage-mirrors-desert-x-designboom-07

doug-aitken-mirage-mirrors-desert-x-designboom-08



Texto: Ana Cabral Martins
Imagens: Direitos Reservados