464 Visualizações |  Gosto

A arte contemporânea em 10 trabalhos de 10 artistas

Matthew Israel dedicou-se a uma tarefa difícil: escolher dez obras de dez artistas que pudessem definir a contemporaneidade.

No seu livro The Big Picture: Contemporary Art in 10 Works by 10 Artists (editado hoje pela Prestel) explora as histórias por detrás do trabalho entusiasmante de cada obra, iluminando o seu contexto artístico e social, desde os campos da fotografia, pintura, performance, escultura, até instalação e vídeo dos últimos 15 anos. É importante sublinhar que estes dez trabalhos não são uma espécie de lista de “greatest hits” mas uma escolha estratégica que promove a discussão de algumas das mais influentes correntes no panorama artístico atual. O facto do foco ser somente em dez trabalhos permite, igualmente, que Israel comente a necessidade de se prestar atenção quando se trata de entrar em contacto com obras de arte e como um olhar mais atento pode descobrir o poder e a profundeza destes (ou de qualquer) trabalhos.

Como é constituída a “big picture” (ou, seja a perspectiva global acerca de uma situação ou tema) da arte contemporânea?
Vejam as obras sobra as quais se debruça:

Andreas Gursky, Rhine II, 1999
mP

Olafur Eliasson, The weather project, 2003
transferir (1)

Rachel Harrison, Huffy Howler, 2004
transferir (2)

Kehinde Wiley, Napoleon Leading the Army over the Alps, 2005
transferir (3)

Vik Muniz, Marat (Sebastião), 2008
transferir (4)

Ai Weiwei, Remembering, 2009
transferir (5)

Ryan Trecartin, P.opular S.ky (section ish), 2009
transferir (6)

Marina Abramović, The Artist is Present, 2010
transferir (7)

Tauba Auerbach, Untitled (Fold), 2012
transferir (8)

Kara Walker, A Subtlety, 2014
transferir (9)